Posts Recentes
Posts Em Destaque

Nascemos!


Senta que lá vem textão…

A Bump é feita por mulheres e para mulheres. Talvez esse seja mesmo o começo de tudo. Três sócias, um monte de feminino. Sabemos que os desafios da maternidade chegam bem antes do bebê. E sabemos que nem só de maternidade é feita a vida de uma mulher.

Ficar grávida é ter a pior TPM da sua vida, com o adendo que ela dura tipo 40 semanas. É inchar, enjoar, ficar louca com os hormônios. É não ser dona do próprio corpo, não poder tomar nem uma aspirina sem avisa a gineco e, muito menos apelar pra aquele drink incrível, pra poder relaxar. É ter um sono inexplicável, seguido de um

a energia surreal, seguido de um peso absurdo em todas as articulações. É ter dois (ou três, ou quatro…) cérebros dentro de um mesmo corpo por 9 meses. É surtar a cada ultra-som morfológico, respirar aliviada a cada exame, chorar de emoção escutando aquele coraçãozinho que bate acelaradíssimo.

Em meio a tantas equações precisando ser resolvidas, um dia você acorda e nada serve mais.

A mudança chegou e você nem percebeu.

Sabíamos que uma marca de roupas não ia resolver o problema, tínhamos que criar uma solução.

Por isso, pesquisamos materiais, fomos atrás de conforto, acabamentos bacanas e sempre tivemos claro que roupa de grávida não existe. Existe aquilo que gostamos de usar.

Com isso em mente, nasceu a Bump Box. Primeiro, uma coleção enxuta de peças, que combinam entre si, mas antes de mais nada combinam com você. Roupas que todo mundo gosta, que dá pra imprimir o seu estilo, sem mimimi. Depois, a ideia de que tínhamos que entregar isso resolvido. Daí o aluguel, porque afinal ninguém merece ter que recomprar um closet para ser usado só durante alguns meses. E porque não gostamos de desperdício, nem de dinheiro, muito menos de energia, a ideia de roupas que vão e vem fazia todo sentido.

Aí chega o depois, quando a coisa realmente fica linda e incrivelmente desafiadora. Amamentação, noites sem dormir, corpo ensandecido. E a nossa vontade de continuar com as mulheres quando o bebê nasce, com roupas confortáveis, que ajudem a amamentar em qualquer lugar, que deixem os dias na maternidade sem cara de pijama, que ajudem a retomar a auto-estima.

Mas a gente não é só roupa, longe disso. A gente é mulher, em toda a nossa complexidade. E daí esse blog, cheio de vontade de trocar… experiências, informação, acolhimento. Falar um pouco sobre tudo e todas, ser espaço de convivência, ainda que virtual.

Algo que torne mais leve toda essa empreitada e te ajude a se sentir de novo um pouco dona de você mesma. Seja em cada um dos 280 dias de filhote na barriga ou em todos aqueles que virão depois. Porque a vida tem que ser leve, mesmo com barrigão.

Procurar por tags